17/10/2014

Parceria entre institutos sulamericanos fará monitoramento dos gases de efeito estufa

assinatura_Lactec_CEED

Fabio Guerra e Luiz Fernando Vianna, dos Institutos Lactec, cumprimentam Hugo Cesar Bordón e Tirso Tannuri, do CEED.

Os Institutos Lactec assinaram nesta sexta-feira (17), um termo de cooperação com o argentino Centro de Estudios de Energía pra El Desarrollo (CEED). A parceria entre os institutos sulamericanos aposta no monitoramento dos gases do efeito estufa. Entre as primeiras ações previstas está a apresentação de um projeto para a Entidad Binacional Yacyretá (EBY), prevendo quatro campanhas de monitoramento no lago da hidrelétrica, localizado no Rio Paraná, ao Norte da Argentina, a 300 km da fronteira com o Brasil.

Para o diretor presidente dos Institutos Lactec, Luiz Fernando Vianna, esta assinatura não simboliza apenas a abertura de caminhos entre os institutos, mas um avanço para as relações entre países vizinhos. “O monitoramento dos gases do efeito estufa é o início de uma parceria importante para fomentar o desenvolvimento mútuo do Brasil e da Argentina,” disse.

Yacyretá possui uma extensão de 250 mil hectares, com um lago que chega a ter entre as margens 40 km de distância.  As características distintas do lago permitirão estudos em um ambiente diferenciado. Segundo o gerente do Departamento de Recursos Ambientais dos Institutos Lactec, Lauro Elias Neto, a intenção é que com a aprovação do projeto pela EBY, a primeira campanha de monitoramento aconteça ainda neste verão, entre os meses de fevereiro e março. “O ideal é termos quatro campanhas, sendo uma em cada estação do ano para conseguirmos fechar o ciclo completo de análise,” comentou.

O grupo de argentinos da CEED também visitou as áreas de emissões veiculares, mecânica, recursos naturais e eletrônica dos Institutos Lactec.