25/04/2017

Inmetro passou a autorizar emissão de relatórios certificados com o selo do órgão em mais 22 ensaios; ao todo, são 239 ensaios acreditados

DSC_0599_TRATADA

Os Institutos Lactec agora são acreditados pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) também para a realização de ensaios em águas.

Na revisão do escopo da acreditação, emitida no dia 30 de março, a Coordenação Geral de Acreditação (Cgcre) do Inmetro passou a autorizar os Institutos Lactec a emitir relatórios certificados com o selo do órgão em 22 ensaios em água bruta, residual, tratada ou para consumo humano e em resíduos líquidos. A certificação abrange ainda o serviço de amostragem de água em rios, reservatórios, estações de tratamento de esgoto (ETE) e de água (ETA).

A atualização é resultado de uma auditoria realizada nos laboratórios e comprova que a empresa está apta a atender requisitos definidos por normas técnicas, demonstrando competência para realização dos ensaios. A revisão do escopo mantém a acreditação que já estava vigente para ensaios mecânicos, elétricos e magnéticos, térmicos, químicos e ópticos; e calibrações em eletricidade, temperatura e umidade e tempo e frequência.

Ao todo, os Institutos Lactec têm 239 ensaios acreditados. Confira o escopo completo.

Novos ensaios e serviços acreditados:

Água bruta, residual, tratada ou para consumo humano

 

  • Determinação da condutividade eletrolítica;
  • Determinação da turbidez pelo método nefelométrico;
  • Determinação da cor aparente pelo método visual;
  • Determinação da cor verdadeira pelo método espectrofotométrico;
  • Determinação da alcalinidade pelo método titulométrico;
  • Determinação de óleos e graxas pelo método refluxo aberto;
  • Determinação do fósforo total pelo método colorimétrico de cloreto estanhoso;
  • Determinação de ortofosfatos pelo método colorimétrico de cloreto estanhoso;
  • Determinação de sólidos totais por secagem a 103-105°C;
  • Determinação de sólidos dissolvidos por secagem a 180°C;
  • Determinação de sólidos suspensos por secagem a 103-105°C;
  • Determinação de sólidos fixos e voláteis por ignição a 550°C;
  • Determinação de sólidos sedimentáveis pelo método do cone Imhoff;
  • Determinação de oxigênio dissolvido pelo método com eletrodo de membrana;
  • Determinação de cloro residual pelo método colorimétrico N, N-dietil-pfenilenodiamina (DPD);
  • Determinação de temperatura;
  • Determinação do pH pelo método eletrométrico;
  • Determinação de ânions por cromatografia iônica – detector condutividade (Brometo, Cloreto, Fluoreto, Fosfato, Sulfato, Nitrato e Nitrito);
  • Determinação de metais por espectrometria de absorção atômica de chama: método direto de chama de óxido nitroso-acetileno (Al, Ba, Ca, Mg, Mo, Si, Sn e V);
  • Determinação de metais por espectrometria de absorção atômica de chama: método direto de chama ar-acetileno (Ag, Au, Bi, Cd, Co,Cr, Cu, Fe, Mn, Ni, Pb, Sb e Zn);
  • Determinação de metais por emissão / espectrometria de absorção atômica: método direto por chama ar-acetileno (K,Li e Na);
  • Amostragem em rios, reservatórios, torneiras, ETA e ETE.

Resíduos líquidos

 

  • Determinação de sólidos totais, fixos, voláteis em amostras semisólidas e sólidas.