Laboratório de Geotecnia

O Laboratório de Geotecnia executa ensaios nas áreas de mecânica dos solos, mecânica das rochas, geologia de engenharia, monitoramento e instrumentação geotécnica, solos não saturados e geotecnia ambiental.

Os Institutos Lactec também oferecem a instalação de laboratórios em campo para a realização de controle tecnológico in situ. Realiza ainda investigações e monitoramento geotécnico, ensaios convencionais e especiais de campo e de laboratório para indústrias, instituições públicas e privadas.

Também atua em projetos, dimensionamentos, desenvolvimento e automação de equipamentos para ensaios geotécnicos de campo e de laboratório, bem como no desenvolvimento de técnicas experimentais que propiciem o conhecimento ou o avanço no conhecimento sobre o comportamento geotécnico de solos e rochas e obras de pequeno e grande porte em geral.

Excelência na realização de ensaios geotécnicos especiais para a investigação e qualificação de diversos tipos de solos utilizados em obras:

  • Ensaios de compactação Proctor;
  • Ensaios de CBR;
  • Ensaios de permeabilidade;
  • Ensaios de cisalhamento direto;
  • Ensaios de adensamento unidimensional;
  • Ensaios triaxiais ClU, CID, k0 e UU.

Ensaios realizados

  • Adensamento de solos e determinação da pressão de expansão (ABNT NBR 12007);
  • Permeabilidade a carga variável em ensaios de adensamento;
  • Curva característica, método do papel filtro (ASTM D5298);
  • Controle de compactação (frasco de areia) e coleta de amostra para determinação do teor de umidade em laboratório (ABNT NBR 7185);
  • Análise granulométrica com peneiramento (ABNT NBR 7181);
  • Análise granulométrica com peneiramento e sedimentação (ABNT NBR 7181);
  • Avaliação da dispersibilidade de solos argilosos pelo ensaio sedimentométrico comparativo;
  • Ensaio de dispersão SCS (ABNT NBR 13602);
  • Ensaio CBR (DNER ME 254 ou NBR 9895);
  • Compactação com reutilização da amostra (ABNT NBR 7182);
  • Compactação sem reutilização da amostra (ABNT NBR 7182);
  • Equivalente de areia (DNER ME 054);
  • Ensaio de expansão livre (ASTM D4829);
  • Limite de contração (ABNT NBR 7183);
  • Limite de liquidez (ABNT NBR 6459);
  • Limite de plasticidade (ABNT NBR 7180);
  • Massa específica aparente de amostras indeformadas, com emprego da balança hidrostática (ABNT NBR 10838);
  • Ensaio de expansão sobre carregamento (ASTM D4829/1995);
  • Teor de umidade (ABNT NBR 6457);
  • Teor de umidade higroscópica (ABNT NBR 6457);
  • Determinação do teor de matéria orgânica por queima a 440º C (ABNT NBR 13600);
  • Solos argilosos dispersivos – Identificação e classificação por meio do ensaio do furo de agulha (pinhole test) (ABNT NBR 14114);
  • Solos finos – Massa específica (DNER ME 085 ou ABNT NBR 6508);
  • Solos não-coesivos – Índice de vazios máximo (ABNT NBR 12004);
  • Solos não-coesivos – Índice de vazios mínimo (ABNT NBR 12051);
  • Solo – Equivalente de areia (DNER ME 054);
  • Solos granulares – Coeficiente de permeabilidade à carga constante (ABNT NBR 13292);
  • Solos argilosos – Coeficiente de permeabilidade a carga variável (ABNT NBR 14545);
  • Ensaios de condutividade hidráulica em permeâmetro de parede flexível para uma tensão efetiva de confinamento (ASTM D5084);
  • Ensaio de cisalhamento direto com ciclos de reversões;
  • Ensaio de cisalhamento direto interface solo-rocha polida;
  • Ensaio triaxial CID, CIU e UU (BS 1377-8);
  • Ensaio triaxial com medida local de deformação (radial e axial);
  • Ensaio triaxial k0;
  • Coleta e armazenamento de amostras deformadas de solo (ABNT NBR 9604);
  • Coleta e armazenamento de blocos indeformados de solo (ABNT NBR 9604);
  • Resistividade mínima (IEC 62561-7);
  • Capacidade de retenção de água (ASTM D2017);
  • pH (ASTM G51/1995);
  • Acidez total em extrato aquoso de solos (ABNT NBT 9252);
  • Determinação da resistividade em campo pelo método de Werner [método dos 4 pontos (ABNT NBR 7117)];
  • Potencial redox;
  • Potencial de corrosão (ASTM C876);
  • Determinação de cloretos (ABNT NBR 10908);
  • Densidade in situ – Método: anel de cravação;
  • Solos argilosos – Avaliação da dispersibilidade pelo ensaio do torrão (crumb test) (ABNT NBR 13601).
  • Prova de carga sobre placa (30 cm de diâmetro) (ASTM D1194);
  • Determinação do teor de umidade em campo utilizando o método da frigideira.
  • Ensaio Inderbitzen;
  • Instrumentação geotécnica convencional – piezômetros, inclinômetros, medidores de nível d’água, permeâmetro de Guelf, condutividade hidráulica, instrumentação com base na tecnologia de fibra óptica.

 

Em caso de dúvidas, envie um e-mail para comercial@lactec.org.br ou solicite uma proposta.